#MoratóriaTemporáriaNoBlog


Oie pessoas, tudo bom?
Como vocês devem ter percebido, já faz mais de 20 dias que o blog não é atualizado.
Então, devido a minha falta de ânimo e outras coisinhas mais, decidi deixar o blog inerte por um tempo até a minha disposição para blogar volte.

Amo blogar, é uma das coisas que mais me faz feliz. Porém, encontrar tempo para colocar no papel aquilo que sinto sobre o que vejo, leio e ouço é que tem sido bem difícil.

E nessa semana as coisas ficaram bem pior, meu lindo e amado computador foi pro beleleu, e eu decidi não consertá-lo (porque já não aguento mais...), e nem sei quando vou comprar outro. O que irá dificultar em 100% minha permanência com o blog.

Mas espero voltar um dia com o blog, quem sabe daqui um mês, três meses ou um ano... não sei bem!
Quem quiser, estarei na medida do possível me mantendo atualizada com as novidades até mesmo de leitura no meu Facebook, e o meu Skoob.

Mil beijos para todos.

Eu Li: A Garota do Outro Lado da Rua

 
Quando comecei a ler "A Garota do Outro lado" pensei que ia achar um linda história de amor mas infelizmente não foi isso que vi.

Gostei muito do livro, tem passagens lindas mas apenas por conta da boa caracterização do personagem Enzo.
Ele é cute, o namorado que toda adolescente gostaria de ter. É aquele tipo de pessoa que encantador e perfeito.
"Se ele sentisse uma fração mínima do que eu sentia por Rafaela, jamais se atreveria a tocá-la daquela maneira... Comecei a acreditar que, assim como meu pai, eu não seria um homem de pular de galho em galho. Amaria a minha escolhida para sempre"
Quando conhece Rafaela, sua vizinha da casa da frente, se apaixona por ela. Não é uma paixonite rápida e fulgaz mas sim algo duradouro. Enzo se martiriza por isso, pois ela é popular e ele é nerd.
Até que ele tem a oportunidade de uma aproximação quando em uma excursão escolar se perdem. E aí, que terão a oportunidade de tirar a prova real de quem realmente são e do que imaginavam um do outro.

Rafaela se mostra uma garotinha irritante e rabugenta, e amável em outros. Para Enzo pode até ser que tudo nela seja agradável e tal, mas para mim, ela não passou de uma adolescente irritante, que se fingia de boazinha quando lhe convinha. E infelizmente, ele como um garoto apaixonado só conseguia ver o que sentia por ela. Na verdade, o livro todo foi uma oscilação constante, dele vendo quem ela era e o que pensava a respeito de Rafaela.

Infelizmente, ela foi a pessoa que existiu no livro para torná-lo fraco. Em nenhum momento, o leitor verá que Rafaela e Enzo são almas gêmeas. São opostos de um acaso muito louco.

"A Garota do Outro Lado da Rua" nos mostra que conseguimos chegar a amar alguém muito diferente de nós. Que não nos acrescentará nada de bom. Enzo é um jovem muito mais maduro, que sabe o que quer, que saca os deboches dela e sua insinuações mas que em vários momentos vê que Rafaela é só um conjunto de cabelo, corpo, rosto, sorrisos bonitos, porém não é nada além disso.
"Acho que debaixo desse fachada fútil, existe uma pessoa realmente especial. É impossível que alguém vazio pudesse emanar tanto brilho. Se você juntasse o que tem por dentro, com o que tem por fora, a verdadeira Rafela seria simplesmente imbatível."
O final foi péssimo e ótimo na minha visão. Acho que foi isso que não me permitiu amar o livro com tanta intensidade, pois ele tinha boas características para que isso acontecesse. O fato da protagonista se manter no mesmo lugar de sempre, ainda mais quando existe aquele início de "A Borboleta" e aí eu fiquei com um ponto de interrogação enorme no final - COMO ASSIM?????

Enfim, o livro foi criado com um propósito, que é ser usado nas escolas. Tomara que seja bem usado mesmo, e que muitos jovens percebam que "as aparências enganam".