Eu Li: Até Você Chegar

"Professora de uma escola para damas da alta sociedade, Sheridan Bromleigh é contratada para acompanhar uma das estudantes, Charise Lancaster, até a Inglaterra, onde encontrará seu noivo. Quando a jovem sob sua responsabilidade foge com um estranho, Sheridan questiona-se como explicará isso ao pretendente, Lorde Burleton.Stephen Westmoreland, o Conde de Langford, presume que a jovem vindo em sua direção é Charise Lancaster, e a informa sobre sua participação no acidente fatal envolvendo Lorde Burleton na noite anterior. No momento em que iria explicar o mal-entendido, Sheridan também sofre um acidente e fica inconsciente. Ela acorda na mansão de Westmoreland, sem lembrar quem é. A única pista sobre seu passado é o estranho fato de todos a chamarem de miss Lancaster. Tudo o que ela realmente sabe é que está apaixonada por um belo conde inglês, e que sua vida está repleta de maravilhosas possibilidades..."
 Essa minha compulsão pelos livros da Judith tá saindo do controle. É um atrás do outro...

"Até Você Chegar" é o 3° livro da "Trilogia Westmoreland" e traz a história do irmão de Clayton, Stephen, que já tivemos o prazer de conhecer em "Whitney, Meu Amor!"

Se formos pensar em como Sheridan e Stephen se conhecem, a primeira impressão é: isso não vai dar certo. Nunca pensei que algo tão improvável pudesse dar certo. Pois espia só...

Sheridan é a acompanhante da jovem Charister, que está noiva de um nobre inglês, mas durante a viagem dos Estados Unidos à Inglaterra a maluca decide assim do nada que está apaixonada por outro homem e foge... (música de filme de suspense) FOGE!, deixando a coitada da Sheridan com a responsabilidade de explicar ao noivo a fuga da moça.
Stephen por sua vez atropela o noivo da moça e ele falece. Cheio de culpa, Stephen vai ao encontro da noiva para explicar a morte do nobre, mas antes que consiga se explicar, Sheridan sofre uma pancada na cabeça e perde a consciência. Crente de que Sheridan é a tal noiva, Stephen toma o lugar do noivo. Agora me diz: isso vai dar certo?

Juro que pensei que não. Mas aí eu lembro que estou falando da Judith né, então ela vai fazer dar certo e da forma mais bela possível.

E amei! Com certeza é meu livro preferido depois de "Whitney, Meu Amor!". É lindo ver Stephen se culpando por estar apaixonado pela noiva de outro homem, que está morte e por sua causa. E isso chega num auge tão grande que ele e sua família tentam lançar Sheridan na sociedade em Londres, e estas cenas me arrancaram muitas risadas pois vê-lo enciumada numa situação que ele mesmo procurou é hilário. E outros muito mais divertidos por consequência de um médico muito do espertinho que quer ver Stephen apaixonada por ela.

Teve momentos que morri de pena dela mas outros que suspirava pela intensa paixão que sentia por ele.

"- Uma vez que o ruge e as reverências estão descartadas, o que lhe interessa? - lhe pergunta Stephen.
 Você, pensou Sherry. Estou interessada em saber por que você está sem jeito neste momento. Estou interessada em saber por que há momentos em que me olha e sorri como se só eu tivesse importância para você. Estou interessada em saber por que há momentos em que sinto que não quer me ver, mesmo quando estou na sua frente. Estou interessada em tudo o que se refere a você porque quero muito significar algo em sua vida. Estou interessada em história. Sua história. Minha história."

Uma das partes que mais gostei e que quase gritei igual louca, foi quando Whitney e Clayton Westmoreland apareceram na história. Nem preciso falar muita coisa né, são meu casal favorito.

Quando a Sheridan se encontra é FANTÁSTICO!! Tudo muda, tudo gira, fica mais divertido, mais dramático e não dá pra largar...

8 comentários

CAROLINA disse...

Se vc amou esse, leia Alguém para Amar. É muito melhor.
Tenho certeza que vc vai gostar.
Bjos, Carol.

Kézia Lôbo disse...

Ainda não li, e ja ta na minha lista a um tempinho, tenho q agilizar a leitura! XD

Thais disse...

Judith é Judith. Qualquer, eu digo qualquer mesmo. livro dela é mais que perfeito!!!

Eu já li todos que ela escreveu, e não tem um que não deixe a gente suspirando!

Caline disse...

Oi Lisse eu sou uma super fã da Judith, amo os livros dela são bons demais.
Estou super anciosa pelo lancamento de Whitney, meu amor, todo mundo fala super bem desse livro.
Deveriam publicar mais livros dela aqui no Brasil, todas as leitoras que lêem se apaixonam completamente.

Beijos, Caline
Mundo de Papel

Adriana Brazil disse...

Amiga linda!
Não poderia deixar de passar por aqui para novamente reafirmar o quanto eu amei te conhecer esse ano e o quanto sua amizade se tornou especial pra mim!
QUe o próximo ano tenhamos muuuuitas histórias juntas pra depois contar!
bjs

PS. vc é especial pra mim!

Babi Lorentz disse...

Eu ainda não li os livros dessa série, mas pelo visto eles não tem uma ligação propriamente dita, rs.
Adorei sua resenha, vi que você tá toda empolgada.
Espero ler um dia.
Beijão

Gabriela Morgante disse...

Nunca tinha lido nada sobre essa série, mas sua resenha e empolgação realmente nos convence, vou procurar saber mais sobre essa história!

O blog tá lindo!
Feliz Ano Novo!

Beijos,

Gabi
Mundo Platônico - http://gabiiem.blogspot.com

Daniela Tiemi disse...

"Até você chegar" foi o único livro q da autora - por enqto -, mas já é o suficiente para colocar a autora entre minhas favoritas!
Amei este livrooo! Pretendo ler outros da Judith em breve!

Bjo.
www.livrosfilmesemusicas.com.br