Eu li: Para Sempre - Os Imortais


Título: Para Sempre - Os Imortais (Volume 1)
Autora: Alyson Noël
Editora: Intrínseca
N° de Páginas: 261

"Depois de perder toda a sua família em um desastre de automóvel, do qual inexplicavelmente escapou, Ever Bloom tem sua vida transfromada por completo. Ela muda de cidade, de escola, de amigos, e precisa aprender a conviver com uma realidade atordoante: após o acidente, Ever adquiriu dons especiais.
Ela enxerga a aura das pessoas, ouve seus pensamentos, e com um simples toque pode conhecer a vida inteira de alguém. É angustiante.
Tudo, porém, parece cessar quando Damen se aproxima. Só ele consegue calar as vozes que a perturbam tão intensamente. Mas ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realemente é. Só tem certeza de estar cada vez mais envolvida... apaixonada."

Porque todo livro que eu demoro para ler eu curto tanto? Sempre via esse livro por aí nas livrarias, e ele tão baratinho nos sites, mais eu não dava nada por ele. Aí bastou meu amigo Chris me emprestar para eu agarrá-lo com unhas e dentes.

Tinha muitas coisas contra o livro. Achei que seria mais um livrinho sem graça para entrar na onda de Twilight (que eu ADORO!). Mas não, não tem nada a ver. Imortal sim, mas não vampiro! E outra: eu achava essa capa tão idiota. Agora a venero! Tem um significado tão bonito, que só lendo mesmo para entender.

Tá, vamos parar de enrolar... Ever tem sua vida transformada quando um acidente leva toda a sua família e a deixa sozinha, e é obrigada a aprender a conviver com uma realidade atordoante: seu novo dom.  Inexplicavelmente, após o acidente ela enxerga a aura das pessoas através de cores que tem diversos significados, ouve os pensamentos das pessoas se tocá-las e ainda se não bastasse consegue ver sua irmã morta. Eu falei isso mesmo, você não leu errado, ela vê sua irmã morta.

Gostei muito da protagonista, porque ela é do jeito que eu gosto, uma pessoa meio dramática (curto muito dramas), sofrida, até melancólica às vezes, o que a deixava mais interessante ao meu ver. Sempre com seu capuz e seu Ipod ligado no máximo para abafar todos os pensamentos alheios, tentando seguir uma vida quase "normal". Sua estranheza me contagiou, deve ser porque eu também sou estranha, e não sou a pessoa mais comunicativa desse mundo.

Ever não é tão isolada do mundo. Tem dois amigos muito loucos; bom, deixa eu reformular isso aqui. Ela tem um amigo louco, o Miles, que dá um tom hilário ao livro, não só por ser gay, mais é que ele é muito engraçado mesmo. Já a Haven, no começo mostrou-se uma ocmpleta maluquinha de plantão, o que contou muitos pontos ao seu favor. Com seus vícios em cupcake, em grupos de ajuda e também em ser gótica; mas aí logo em seguida começou a ser a problemática do livro, a mimada, o centro da atenção assim como a ruiva-íncrivelmente-deslubrante Drina, a maria-vai-com-as-outras, a surtada. Espia só: quando Damen chega na história, ela diz para Ever que o viu primeiro e que ele é dela. Vê se pode? Ela tem o quê, 10 anos de idade? #idiota

Damen... ah, Damen. Tá eu tô suspirando, mas ele não conquistou meu coração com a aparência não, só por que ele tem "cabelos luminosos e compridos, que vão descendo ao longo das maçãs do rosto, salientes e esculpidas a cinzel, até roçar os ombros", aí pensei: ECA!!! Odeio homens de cabelos compridos. Quem tem cabelo grande é a mulher. É sou chata, fazer o quê! Do resto eu gostei, e ele é romântico, fofo, mais ás vezes me deu nos nervos também com tanto mistério.

Um destaque especial para Marcelo Mendes, o tradutor do livro, que fez a leitura ficar leve e muito atual, com gírias super deslocadas e engraçadas. Um tradutor pode dar vida ao livro ou colocá-lo na forca. Parabéns Marcelo!

O mistério que envolve o livro é muito bom. Eu fiquei muito surpresa em como é possível Damen "bloquear" a Ever, fazer com que ela fique toda melosa, e apaixonada. E a capa que antes eu odiava por não me dizer nada, agora eu amoo. As tulipas tem papel muito importante na história de Ever & Damen. Achei lindo... mas não vou me delongar aqui porque senão eu falo demais.

Adorei o final do livro, a "luta" com a maluca da Drina. Fiquei muito afim de ler Lua Azul logo, ainda mais que esse mês saiu Terra das Sombras.

Trecho Favorito: "Tento me virar para vê-lo melhor, mas Damen aperta seu abraço, deixando-me imobilizada. Depois dá um beijinho em minha orelha e sussurra:
- Vc quer mesmo saber?
Faço que sim com a cabeça, o sangue pulsando freneticamente nas veias.
-Sou péssimo em relacionamentos.
Olhando fixamente para o fogo no aquecedor do jardim, tento imaginar o que ele quis dizer com isso." (Página: 114)

-Vá... embora!! Nunca mais quero ver sua cara outra vez!
-Ever, por favor, não diga isso se não for verdade - ele suplica, a voz incerta, emocionada.
Coloco as mãos na cabeça, cansada demais para chorar, abalada demais para dizer o que quer que seja. Sabendo que ele pode ler minha mente, fecho os olhos e penso:
"Você falou que jamais seria capaz de me machucar, mas olhe só para o que você fez! Estragou tudo, arruinou minha vida, e para quê?Pra que eu ficasse sozinha no mundo? ... Eu odeio você, Damen!! Eu o odeio, por tudo o que você me fez!!" (Página 176)

Confira as capas da continuação do Os Imortais:



Vale a pena a leitura, apesar de muitas críticas péssimas que já li a respeito. Eu sou da seguinte opinião: leia e me diga você o que achou.

E essa resenha faz parte do Desafio de Férias 2010/2011 proposto pela Pâm do Garota It.



XOXO, da Lisse

6 comentários

Beli disse...

Eu gostei do primeiro livro dessa série... tenho tds os livros, mas ainda não li os outros dois... confesso q algumas resenhas me desanimaram a ler... enfim, agora estou enrolando p ler... acho q vai ficar p o ano q vem hehehe

bjus Lisse!!!

Luana Farias disse...

Eu acho a capa linda de morrer, e sobre o livro em geral é super bom mas que ele é meio devagar isso é verdade. Tem promo lá no blog.

Bjs

Viviane Freitas disse...

Ah, eu também sempre passei sem muita vontade por esses livros, mas uma amiga comprou e amou, vive falando deles, aí comecei a ficar mais interessada.
Mas vou fazer como você, pegar emprestado primeiro, se eu gostar muito, eu compro.

Beijos!

Juh Oliveto disse...

AAAH, pulei a resenha porque ganhei o livro - junto com Lua Azul - e estou doida pra ler, mesmo tendo lido algumas críticas negativas.

Depois que eu ler nós debatemos :P

Beijocas!
Juh Oliveto
Livros & Bolinhos ~

Dayse Dantas disse...

não empolguei muito, já que geralmente esses livros supernaturais nao me agradam (sempre tem uma donzela em perigo e é meloso demais e etc. Não me sinto confortável com declarações de sentimentos frequentes, provavelmente algum problema no meu subconsciente que só anos de terapia podem curar. Gosto desses livros quando a menina detona todo mundo, estilo Alice em Resident Evil. Por isso eu gosto da Suzannah de A Mediadora e a Jessica de 1-800-Where-R-You. Elas batem nas pessoas. kkk)
enfim. entao nao sei se vou chegar a ler essa série e se eu ler, tenho a leve impressão que não vou gostar.

mas né. só dá pra saber de verdade lendo. como sempre.
;*

Anônimo disse...

Eu li o livre e estou viciada quero tudo deles cartes polsters filmes livros e etc estou cada ves pior eu treciso de todos os fiolmes deles...
Fantastico e melhor do que crepusculo
to realmente viciada
:*