Eu li: Noites de Tormenta

quinta-feira, abril 28, 2011

Título: Noites de Tormenta
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
N° de páginas: 176
Ano: 2010

"Duas vidas: Adrianne Willis e Paul Flanner. Ela, uma mulher de 60 anos que dedicou sua vida aos filhos, netos e ao trabalho, e que ainda acredita em amor como condição essencial para uma vida plena. Ele, um médico conceituado com problemas de relacionamento com o filho.

Em sua narrativa com vai e vem entre passado e presente, o livro revelará dúvidas, conflitos, contradições, cicatrizes e dores carregados pelo destino que uniu este casal e o efeito que essa união trouxe para o amadurecimento familiar de ambos os lados."

Fiquei muito em dúvida se queria ou não ler esse livro, simplesmente pelo fato de não ter gostado muito do filme. Tanto que até hoje não tenho o livro, para essa leitura peguei emprestado; mas agora preciso desse livro para completar minha Coleção Nicholas Sparks. Porém não me arrependi depois de tê-lo feito; afinal como eu sempre digo: "Nicholas Sparks é Nicholas Sparks né!"

Ao longo da leitura fiquei muito triste por George C. Wolfe ter consentido com o roteiro de Ann Peacock e John Romano; e por fim ter acabado com a linda e perfeita história que o livro contém.

O livro conta a história de Adrienne, ela é divorciada e ainda sofre por ter sido abandonada pelo marido. Mãe de três filhos. Sua filha, Amanda, acaba de perder o marido e não consegue superar a perda e isto está prejudicando os filhos dela, que estão ficando introspectivos, afinal perderam o pai e parece que a mãe também.

Adrienne então decide contar uma história para sua filha, uma história que ela viveu e mudou sua vida. Amanda, assim como seus irmãos, acha a mãe uma pessoal gentil, porém que não parece uma pessoa forte, mas Adrienne fará Amanda olhar diferente para ela.

Adrienne conta a história que viveu em Rodanthe. Uma história que aconteceu depressa demais, mas que mudou vidas, tanto a sua quanto a de Paul, um médico também divorciado que vai para Rodanthe para resolver um problema que o está atormentando. Os dois se encontram na pousada da amiga de Adrienne, que teve que ir a um casamento e a deixou responsável por receber o único hóspede daquela semana, eles dividem a pousada durante alguns dias e se aproximam, vivendo um romance inesquecível

Paul Flanner é um homem que sempre penso somente em si, mesmo tendo esposa e um filho. Foi criado pelo pai, um homem sensato e de poucas palavras, mas com uma sabedoria infinita; tentou educar seu filho da melhor maneira possível. Notei que Paul não levou isso muito a sério e deixou-se levar por seus próprios instintos, sofrendo assim as consequências

Acho que nem preciso dizer que chorei rios né?? Nicholas Sparks é perito em fazer os leitores chorarem com seus livros. Do meio para o final não conseguia parar de chorar. Digo para todos: Não dêem muito crédito ao filme mas leiam o livro. Muito lindo e muito triste ao mesmo tempo; nos transmitindo uma linda lição que faz você chorar mais ainda... :)

Quote: Uma vez, ele imaginara que tinha tudo. Havia corrido tanto, tinha chegado ao topo do sucesso; mas agora, percebia que nunca seguira o conselho do pai. Passara toda a sua vida correndo de alguma coisa, não em direção a alguma coisa, e no seu coração, ele sabia, tudo havia sido em vão" (página: 33)

4 comentários:

Simone Santiago ( Luka ) disse...

Ahhhh esse livro é lindo :-) Leitura Obrigatória !!

Débora Lauton disse...

Hum, eu também não gostei muito do final... o romance pareceu tão superficial, peguei o livro emprestado com a minha tia... tomara que assim como você eu acabe gostando mais do livro...

beijos,
Dé...

Jessica Asato disse...

Nossa, esse filme é maravilhoso!! Eu já AMEI o final, achei bem drástico, cara do Nicholas Sparks!

Chorei tanto com a personagem, parece maldição né?? Quando a gente acha que está se reerguendo é quando a gente tá caindo.. =(

Muito bom mesmo!
xoxo

Cíntia Mara disse...

Tenho esse livro, mas ainda não li. Sinceramente, comprei só pra alcançar o mínimo que não pagava frete na Saraiva. A sinopse não me interessou muito. Mas já vi pessoas dizendo que se surpreenderam, então vou ler. Já sei que vou chorar! Se bem que eu li O Milagre e não chorei. A história é ótima, mas nem parece ser do Nicholas.

Bjim







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!