Eu li: Longe Demais

terça-feira, abril 26, 2011

Título: Longe Demais
Autora: Jennifer Echols
Editora:  Pandorga
N° de Páginas: 238

Sinopse: Tudo o que Meg sempre quis foi fugir. Fugir do colégio. Fugir da sua pacata cidade. Fugir de seus pais, que pareciam determinados a mantê-la presa em uma vida sem futuro. Mas, em uma noite louca envolvendo trilhos de ferrovia proibidos e desafiadores, ela vai longe demais… e quase não consegue voltar.

John escolheu ficar. Para impor o cumprimento das leis. Para servir e proteger. Ele desdenha a rebeldia infantil e quer ensinar a Meg uma lição que ela não esquecerá tão cedo. Mas Meg o leva ao limite ao questionar tudo o que ele aprendeu na academia de polícia. E quando ele a pressiona para saber por que ela não se prende a nada, a resposta os levará a um caminho sem volta…

Como já disse na resenha de "Como Fui Esquecer Você", a Jennifer é O CARA!! Poucas autoras foram  e são capazes de me emocionar como só ela fez; e com "Longe Demais" não foi diferente.
Meg tem  apenas 17 anos e cabelos chamativo azul, e não vê a hora de terminar o colegial - só faltam  três meses - e aguarda com  ansiedade sua viagem  de férias para Miami. Até lá seu objetivo é se distrair com Eric, que é um babaca por sinal (notou a semelhança com Brandon? mas o Eric é bemmmmm pior), e safado que só pensa em transar e se "divertir" drogado.
Para John After - o policial da cidade - essa diversão rebelde e zombateira de Meg não vai durar muito; porque depois de passar dos limites Meg se vê obrigada a fazer rondas noturnas com o tal policial como prestação de serviços pelas suas brincadeiras.

Aparentemente você acha que ela é rebelde por nada. Aquela tipo "só pra contrariar", mas não, Meg já passou por coisas difíceis na vida e no final acabei dando razão a ela. Não que eu usaria isso como válvula de escape, cada pessoa reage de uma forma... mas eu compreendi.
Mais calma tá gente, o livro não é só drama o tempo todo não.  Tem muitas partes hilárias do John e Meg se suportando e cutucando as feridas um do outro que são bem interessantes, e que nos ajuda a desvendar um pouco de cada personagem.
Preciso abrir um espaço aqui para falar do John, porque me abana... OMG!!... a Meg o retrata como tendo o corpo do Matt Damon, tipo hiperventilei total, minha imaginação foi à lua e voltou. Olhos castanhos profundos?? Isso é castigo só pode!! Respira Lisse... respira.

Sabe quando você tem dois personagens tão diferentes mas tão perfeitos ao mesmo tempo, que são fáceis de se encaixar... Meg é confiante, rebelde e agressiva, John é complexo, certinho e intrigante. São obrigados por uma semana a ficarem juntos, Meg com sua rebeldia e vontade infinita de sair da cidade e John com sua obsessão de sempre rondar a ponte, servindo e protegendo a cidade. Aos poucos segredos e mistérios são revelados e um amor nasce entre eles, mas ambos sabem que essa relação não tem como dar certo já que John escolheu ficar e Meg não vê a hora de partir.


Quote: - Mesmo que estivesse com raiva de mim, mesmo se pensasse que te ofendi, não imaginei que pudesse vir aqui com Eric. Eu achava que a semana que passou significou algo para você.
- Não transei com ele - repeti.
- Mas o faria - ele repetiu.
As duas coisas pareciam verdadeiras, mas não se encaixavam. - Eu não faria nada. Talvez eu tivesse pensado que faria, mas não faria nada.
Ele me observou cuidadosamente. - Por minha causa?
Suspirei. - Por sua causa.
Ele me olhou com aquele olhar obscuro e afetuoso. - Agora é quando eu deveria te abraçar e nos sentiríamos muito melhor, mas não posso na frente deles - mostrou o policial Leroy, que estava revistando Eric sob a luz azul giratória do carro. Depois se virou e abriu as mãos em frente à grade de metal. - Considere-se abraçada. Abraço virtual.
Senti o abraço virtual, quente e apertado.

Um livro juvenil, que mostra a realidade dos jovens de hoje. Nos mostra que nem tudo é o que nos parece aos olhos, por isso galerinha nada de pré julgamentos valeu!

Recomendo demais!

2 comentários:

Evellyn disse...

otimo ler sua resenha Lisse!
sabe, eu não consigo imaginar a Meg com cabelo azull... geralmente é assim, qnd os personagens tem visual mt exotico, eu nãi consigo imagina-los como deveria (o mesmo acontece em GG onde a Vanessa é careca)
Rs esse Erc parece uma coisa péssima!
E fala serio!! Matt Damon??? U-hu tenho que ler!! ai, que calor!


Ahh e que quote foi esse??? Caramba!!! amei amei amei!! Ai que fofo!!

bjssss

Luana Farias disse...

parece um livro bom, mas essas pessoas que fazem coisas erradas sei lá, me deixam irritada. Tem meme lá no blog pra você.

Bjs







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!