Eu li: Ninguém Como Você

terça-feira, outubro 26, 2010


"Holly esperava que sua primeira vez fosse especial, e não no banco traseiro de um BMW cheirando a cigarros. O pior é que o cara, Paul, tem uma namorada popular que está na classe de Holly, e inesperadamente elas ficam amigas. E ainda por cima tem o Nills, que vem segurando a barra de Holly desde que a mãe dela morreu, há 6 meses, mas que agora só pula de galho em galho. Quando as coisas começam a ficar sérias, ela vai ter que tomar decisões que afetarão todos à sua volta."

A vida de Holly está muito complicada:

1) Faz seis meses que sua mãe morreu, e seu pai anda pela casa com um ar muito perdido.

2) Ela acaba de perder a virgindade com Paul, um cara que é um gato, mas que tem uma namorada firme, que faz parte da turma mais popular da escola.

3) Seu melhor amigo Nils deu de pular de galho em galho, correndo atrás de toda garota que passa em sua frente.

Após ler a aba de Ninguém Como Você que contém as palavras citadas acima, eu definitivamente corri para o caixa com o meu livro agarrado à mim. E não me arrependi.

Ninguém Como Você, o livro de estréia da autora Lauren Strasnick, não é para fazer você rir de coisas engraçadas. Caro leitor, esse livro é para pensar que rumo sua vida está tomando. Achei impecável o rumo que a vida da protagonista em questão tomou.

Holly é uma jovem que está terminando o ensino médio e tem planos de cursar um faculdade. Mas até aí ela parece como qualquer adolescente. Mas nesse caminho viu-se confrontada com a morte prematura da mãe, e há seis exatos meses vem lutando para seguir sua vida, coisa que para seu pai, Jeff, isso para ser impossível.

Uma das coisas que mais gostei é que Holly te conquista nas primeiras viradas de página, e depois você não consegue parar mais. Começei a leitura numa noite e não queria largar mesmo mortinha de sono. Ela não é aquela loira linda e super popular cheia de não-me-toque. Longe disso! Com uma personalidade cativante, cheia de atitude e com inseguranças bem similares a que todo adolescente se confronta. Recordei vividamente meu tempo de escola...

Mas vou deixar um alerta: Holly tem crise de Bella Swan. É verdade! Quando Paul Bennett, o gatinho da escola começa a prestar atenção nela, e com quem por sinal, perdeu a virgindade (não é spoilers, tá tudo escrito na aba do livro), aí começa: "O que ele viu em mim?!", "Sou tão assim e assado!" e "Blá-blá-blá!" Ah, gente me poupe, baixa auto-estima não rola. Ele que teve muita sorte em encontrá-la.

E por falar em Paul, ele é um gatinho mesmo. Dei muitas risadas (apesar de ter dito lá emcima que o livro não era para rir!) quando a autora começou a descrevê-lo com o cabelo caido nos olhos, e eu não conseguia parar de pensar no Justin Bieber e nos meninos do Restart e outros grupinhos do gênero. Ri mesmo! Mas mesmo com o cabelo caido na cara, Paul é um cute-cute e faz você querer um namorado como ele, pelas coisas lindas que fala para Holly. Adorei em como ele a apoia e como entende seu sofrimento. Passados alguns capítulos começei a odiá-lo fortemente, e não foi pouco não. Esbravejei palavras como "idiota", "babaca", "estúpido" muitas vezes e foi ficando pior a cada capítulo. Arghhhhh!

Nils. Ah, Nils! Eu sempre me apaixono nos livros. E com esse não foi diferente. Nils, o fofo, conquistou meu coração. Mesmo passando por uma fase pulando de galho em galho, eu consegui gostar muito dele. Ele é o melhor amigo de Holly, quem sempre está do lado quando ela mais precisa, quando precisa chorar, quando quer lembrar da mãe, quando não quer lembrar dela. Uma grande amizade!

Foi ótimo ver Holly abrindo seu coração para alguém que passou a amar. Sentia seus olhinhos brilhando com aquilo que na medida do possível Paul conseguia dar a ela. Um SEGREDO pode acabar com tudo que se quer. E nossa protagonista passa a se questionar se deve seguir em frente ou estragar as coisas. Ficar divida entre uma amizade ou um amor. O que você escolheria?

O final do livro foi surpreendente. Imaginei algo totalmente diferente. Esperava algo clichê, como todo livro teen.

Outras Capas:





















Não poderia esquecer de dizer que adorei essa capas, mas que a nossa, super nacional bateu em disparada. E foi por ela que decidi trazer esse livro para casa.  Dou cinco estrelinhas para a capa e quatro para o conteúdo do livro.

Espero que tenham gostado da resenha e que tenham tido um boa visão dess livro que eu adorei ter tirado um tempinho para ler. Obrigada Editora iD! Eu me iDentifiquei.






A iD Editora é um selo da editora Moderna, e veio para ficar. São no total para iniciar, 10 livros que contam com autores como Scott Westerfeld (Midnighters - A Hora Secreta), Melissa de la Cruz (Blue Bloods - Vampiros de Manhattan), Tom Dolby (Sociedade Secreta), Lisa Harrison (Monster High), entre outros! Para conhecer melhor a editora e seus lançamentos, acesse o site clicando aqui, e iDentifique-se também.

XOXO,


P.S: Quero aproveitar e mandar um super beijo para Lariane do blog Leituras & Devaneios, que me pediu para ler esse livro urgentemente e postar uma resenha. Obrigada pelos seus comentários aqui no blog! Então, Lari, aqui está sua resenha. Espero que lhe agrade. Beijokas pra vc e boa leitura!!

3 comentários:

Caline disse...

Olá Lisse fiquei super interessada no livro, parece ser muito legal mesmo, sua resenha me deixou ainda mais empolgada. Dica anotada!!

Xero.

Lariane disse...

Saraivaaaaa lá vouuuu euuuuuu para comprá-lo!

Lu disse...

Clarisse, obrigada!!
até que enfim consegui ler uma resenha desse livro, kk.
Fiquei querendo muito, já queria antes de conhecer um pouco sobre a história, depois da sua resenha eu me apaixonei pelo livro de vez, kk.
quero. ^^
beijos







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!