Eu li: Se Eu Ficar

quarta-feira, agosto 11, 2010

"Mia, uma violoncelista de 17 anos que vê, de repente, seu mundo virar do avesso. Num instante ela está sentada dentro do carro e no outro, em pé fora do seu corpo, ao lado dos pais mortos, vendo ela e o irmão serem atendidos pelos paramédicos. Já no hospital, com seu corpo em estado de coma, Mia reflete sobre seu passado e tenta decidir se vale a pena lutar pela vida."

Começei essa leitura meio com o pé atrás porque andei lendo muito sobre o livro e não conseguia uma descrição muito favorável das meninas dos blogs. Sempre "ouvia" que o livro deixava a desejar, que não era bom, e nem tão intenso; mas as primeiras páginas já foram suficientes para me deixar muito curiosa para ler o final.

Eu tenho uma mania muito doida de ir lá na última página e ler o final. Sei que isso não é legal, pois o final que é emocionante; mas nunca me senti tentada a abandonar as minhas leituras só por fazer isso. Muito pelo contrário, isso me incentiva a continuar e mais que depressa terminar logo.

Gostei de muitas coisas no livro: a própria Mia parecia ser um amor de pessoa, com sua timidez, e sua sensibilidade. Sua amizade com a Kim é linda, o que me lembrou a amizade eterna que quero ter com a Nailê(minha Best). O grande amor que sempre pela sua família, muito lindo ela falando sobre seu irmão Teddy. E a maneira como se sente ligada ao seu namorado Adam.

Quando percebi que a Mia começa a narrar sua vida estando num estado vegetativo, eu fiquei meio pé atrás com o livro, mas me lembrei da minha especialidade como Técnica em Enfermagem, que isso é totalmente possível por que Mia não teve morte cerebral; e não queria ler nada sobre algo além da vida, ou tipo assim. Achei a narrativa totalmente leve e de uma sensibilidade eterna. Se o livro tivesse mais páginas com certeza eu passaria horas lendo ele.

Uma das coisas que achei diferente no livro é que ele não tem capítulos, e sim marcações das horas que a Mia passa dentro do hospital, e como a sua vida passa em seus olhos como uma recordação do passado e de uma decisão que precisa tomar.  Outra coisa que também que atraiu no livro foi a relação da Mia com a música. No começo achei meio estranho ela ter escolhido logo o violoncelo como seu instrumento preferido; porém com o folhear das páginas gostei muito disso. O amor que ela tem pela música é tão intenso que me deu muita vontade de chorar; me sinto como ela, a música é um deleite que poucas pessoas tem a capacidade de sentir. Minha vida seria muito diferente e vazia sem uma voz que dê personalidade a melodia e sem os acordes dos instrumentos.

Seu relacionamento com o Adam é linda, apesar da crítica que li, achei fantástica como algo em comum pode aproximar as pessoas e torná-las importantes para sempre. Ele é fofo, carinhoso e muito preocupado com o relacionamento com ela. O que a blogueira em questão não entendeu é que as pessoas sentem de forma diferente, pois ela questionava que a protagonista não gostava do namorado da mesma forma que ele, que dava mais importância à amiga. Eu achei totalmente o contrário, Mia ama muito Kim e a história delas é muito interessante; mas o que Mia passa a sentir pelo Adam é completamente diferente e novo para ela.

E o final achei fantástico! Acho que a autora não poderia ter dado um final melhor para o livro do que esse. Mas não vou falar o final tá! Rsrs Corram para a livraria e adquiram o seu!!

Meu Trecho Favorito: "Havia coisas que somente eu podia fazer para ele. Quando era bebê, na fase dos choros noturnos, ele só se acalmava quando eu tocava uma cantiga de ninar para ele no meu violoncelo. Quando entrou na fase de gostar de Harry Potter, só eu tinha permissão de ler um capítulo para ele todas as noites. E quando ralava o joelho ou batia a cabeça, se eu desse um beijo mágico no machucado e, depois disso, ele tinha uma recuperação miraculosa. Eu sei que nem todos os beijos mágicos do mundo poderiam tê-lo salvo hoje. Mas eu faria qualquer coisa do mundo para poder dar um nele." (pag: 127)

Está recomendadíssimo!! E vou colocá-lo na lista para uma breve futura releitura pois vale muito a pena.

2 comentários:

Kah Muller disse...

Quero muito ler ele...
*----------*

Anônimo disse...

quero muito ler esse livro!!!!!parece ser fantástico!!so que não acho nas livrarias!!!!!!!todo livro q leio começo pelo final naum tem jeito!!!

abraço cris.







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!